Sexta-feira, 6 de Setembro de 2013
Empresas espiam redes sociais para conceder crédito

Há já instituições que começam a usar as redes sociais para avaliar o risco de crédito, acreditando que plataformas como o Facebook podem ser uma ferramenta útil na hora de decidir fazer um empréstimo. Em Portugal, que se saiba, este cenário ainda não se verifica.

E são cada vez mais as instituições financeiras que recorrem a consultas no Facebook e no Twitter, ao grupo de amigos dos candidatos a empréstimos para ver se descobrem, entre estes, maus pagadores, estendendo as pesquisas aos dados de contas no eBay ou na Amazon.

"Isto mostra que os seres humanos são realmente bons a conhecer quem é confiável na comunidade", afirmou Jeff Stewart, co-fundador e presidente-executivo da Lenddo, uma das start-ups que promovem o acesso fácil a serviços financeiros.

A Kabbag também já aderiu a esta ferramenta, facilitando a acesso ao crédito por parte de pequenas e médias empresas, com recurso a informações das contas do PayPal, eBay, Facebook ou Twitter. Segundo a empresa, é possível em apenas sete minutos avaliar o nível de risco na atribuição de crédito.

Na Alemanha, a Kreditech chega a cruzar até oito mil dados antes de decidir conceder ou não um empréstimo. Além de analisar as redes sociais, a empresa verifica se o cliente dispendeu tempo a ler a informação sobre as condições do empréstimo no site do grupo, se preencheu o formulário com letras minúsculas ou só maiúsculas ou até se estava a pedir crédito a partir de um computador do trabalho ou de casa.   

Em Portugal, publicamente não existem

 

Por cá, tanto a a Associação de Defesa do Consumidor DECO como a Associação de Sociedades Financeiras para Aquisições a Crédito (ASFAC) dizem não ter informação de que alguma instituição recorra a estas ferramentas. 

"Não temos conhecimento de qualquer banco ou instituição que utilize esses dados para a concessão de crédito. Até agora não recebemos qualquer reclamação nesse sentido", disse ao Expresso Ana Sofia Ferreira, do gabinete de apoio ao consumidor da DECO.

Segundo a ASFAC, o tratamento de dados pessoais tem que cumprir a legislação que visa defender os particulares da utilização indevida dos seus dados, mas a lei 67/98 de 26 de outubro permite tratar dados pessoais sem o consentimento do próprio, se essa informação for necessária para a concretização do contrato de concessão de crédito.

"No entanto, não temos conhecimento que isso seja feito pelas instituições de crédito", disse ao Expresso Susana Albuquerque, secretária-geral da ASFAC.

Em Portugal são utilizados critérios de análise de risco de crédito bastante rigorosos, afirma Albuquerque, acrescentando: "Sempre que fazem uma análise da risco de crédito, além dos seus critérios rigorosos, estas instituições recorrem a bases de dados públicas e privadas, concebidas especialmente para o efeito".



fonte: http://expresso.sapo.pt



publicado por adm às 10:06
link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar
 
.posts recentes

. Crédito com incidentes ba...

. Bancos encolhem "spreads"...

. Banco de Portugal define ...

. Crédito ao consumo cresce...

. Malparado das famílias e ...

. Cofidis expande negócio d...

. Crédito ao consumo atinge...

. Saiba qual o crédito cert...

. Cinco conselhos para enco...

. Concessão de crédito ao c...

.arquivos

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Janeiro 2016

. Outubro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

.links
.subscrever feeds
.tags

. 10 dicas

. 7 regras de ouro do crédito

. acesso a crédito mais baixo

. açores

. actualidade

. agricultores

. agricultura

. alunos

. amortizar créditos

. amortizar empréstimos

. atualidade

. bancos

. bcp

. caixa geral de depósitos

. carência

. cartão de crédito

. cartões

. cartões de crédito

. cgd

. cheques

. cofidis

. comissão

. comissões

. como obter microcrédito?

. credito

. crédito

. crédito a 90 anos

. crédito ao consumo

. crédito automóvel

. crédito bonificado

. crédito com incidentes bancários

. crédito especializado

. crédito habitação

. credito habitação

. credito mal parado

. crédito malparado

. crédito para comprar material escolar

. crédito para empresas

. crédito pessoal

. créditos para estudar

. créditos pessoais

. crise

. ctt

. curiosidades

. deco

. dicas

. diferimento de capital

. dinheiro

. empréstimo

. empréstimos

. espanha

. europa

. férias

. ferias

. fiadores

. financiamento automovel

. juntar os seus créditos

. juros

. leaseplan

. leasing

. linhas de financiamento ao dispor das em

. mediação do crédito

. mediador do crédito

. microcrédito

. noticias

. novas regras para renegociar créditos

. portugal

. prestação

. prestações do crédito à habitação

. renegociação dos créditos

. seguros

. sobreendividamento

. spreads

. taegs

. taxa de juros

. taxas euribor

. vida

. visa

. todas as tags