Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Créditos

Blog destinado a partilhar tudo o que se passa no mundo dos créditos. Os melhores créditos, a melhores taxas de juro, noticias e novidades sobre os créditos.

Blog destinado a partilhar tudo o que se passa no mundo dos créditos. Os melhores créditos, a melhores taxas de juro, noticias e novidades sobre os créditos.

Créditos

23
Set10

«leasing» cresce 2,3 mil milhões no 1º semestre

adm

Subida é de 12,1% nos créditos tomados pelas empresas de «factoring», o que indicia que «recuperação económica se tem efectuado a conta-gotas»

 

Os créditos tomados pelas empresas de factoring na primeira metade do ano aumentaram 2,3 mil milhões de euros em relação ao mesmo período de 2009, revelou esta quinta-feira a Associação Portuguesa de Leasing, Factoring e Renting (ALF). Este montante reflecte um aumento de 12,1%.

Entre Janeiro e Junho, as factors nacionais acumularam um total de 12,9 mil milhões de euros em facturas cedidas no primeiro semestre deste ano, enquanto no mesmo período de 2009 o valor total de créditos tomados foi 10,61 mil milhões de euros.

«Ao contrário do que se antevia no final de 2009, a recuperação económica tem-se efectuado a conta-gotas, pelo que o sector do factoring, um produto que por norma convive bem com situações económicas adversas, tem continuado a assistir a um aumento da sua procura», afirmou Carlos Rocha, vice-presidente da ALF, num comunicado citado pela agência Lusa.

No final do primeiro semestre deste ano, o factoring doméstico atingiu os 8,7 mil milhões de euros, contra 7,2 mil milhões registados no período homólogo anterior. Já no que diz respeito ao factoring internacional (importação e exportação) foram tomados créditos no valor de 737 milhões de euros, acima dos 722 milhões de euros dos primeiros seis meses de 2009.

Na área do confirming, onde o cliente, na qualidade de devedor, contacta a empresa de factor para que esta passe a gerir os seus pagamentos a fornecedores, entre Janeiro e Junho o valor total de créditos foi de 3,2 mil milhões (comparativamente aos 2,6 mil milhões tomados no mesmo semestre de 2009).

Segundo a ALF, as empresas fornecedoras do sector público representavam 38,1% dos adiantamentos de facturas por parte das empresas de factoring, com 20% para colmatar dívidas das autarquias e regiões autónomas, 9,5% para dívidas na área da saúde e 8,6% para as facturas em dívida pela administração central, excluindo-se a área da saúde.

Os restantes 61,9% da verba do factoring nacional destinaram-se à cobertura de facturas de fornecimentos a entidades privadas e a entidades públicas empresariais.

fonte:agenciafinanceira

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Politica de privacidade

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D