Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Créditos

Blog destinado a partilhar tudo o que se passa no mundo dos créditos. Os melhores créditos, a melhores taxas de juro, noticias e novidades sobre os créditos.

Blog destinado a partilhar tudo o que se passa no mundo dos créditos. Os melhores créditos, a melhores taxas de juro, noticias e novidades sobre os créditos.

Créditos

04
Mai12

Crédito malparado atinge novos máximos

adm

O crédito malparado às famílias e às empresas voltou a atingir novos máximos no segundo mês do ano, depois de ter aumentado 746 milhões de euros, no total, entre janeiro e fevereiro.

O crédito malparado às empresas atingiu em fevereiro 8.285 milhões de euros, mais 651 milhões de euros do que em janeiro, tocando o valor máximo desde que o Banco de Portugal começou a compilar estes dados (1997).

Já o crédito de cobrança duvidosa das famílias aumentou 95 milhões de euros entre janeiro e fevereiro para se fixar em 4872 milhões de euros, também neste caso o valor mais elevado desde 1997, o que faz com que, nos dois primeiros meses do ano, o crédito de cobrança duvidosa às famílias e às empresas tenha tido um aumento de 746 milhões.

O crédito à habitação representou em fevereiro 44,51 por cento do crédito malparado das famílias, depois de ter aumentado 23 milhões de euros face a janeiro, fixando-se nos 2169 milhões de euros.

Já o malparado no crédito a bens de consumo aumentou 40 milhões de euros entre janeiro e fevereiro para 1549 milhões de euros, enquanto o crédito de cobrança duvidosa para outros fins cresceu 30 milhões para 1155 milhões de euros em fevereiro.

fonte:http://www.agenciafinanceira.iol.pt/

03
Mai12

Incumprimento nos seguros de crédito supera 100% este ano

adm

Os dados são da COSEC e revelam fortes sinais de alarme para as empresas que trabalham só para o mercado interno.

A sinistralidade dos seguros de crédito à exportação, nos primeiros meses de 2012 já é superior a 100%. O alerta foi lançado ontem pelo presidente da COSEC, a seguradora que tem a maior quota de mercado em Portugal.

"Nos últimos meses de 2011 houve um agravamento da sinistralidade para 80 a 90%. Nos primeiros meses de 2012 já é superior a 100%", disse José Miguel Gomes da Costa. "A crise de Espanha preocupa-nos, mas aprendemos com as crises", acrescentou o presidente da COSEC, justificando que agora têm mais cuidado no diálogo com os clientes, em reduzir a exposição e ajustar os preços ao risco.

"Os primeiros sinais de sinistro potencial são o dobro face ao ano passado", complementa Berta Dias da Cunha. "Não sabemos se tudo se vai transformar em sinistro, mas o ciclo de degradação é evidente", acrescenta. A administradora da COSEC especifica que a situação é bastante mais grave entre as empresas que trabalham apenas no mercado interno, sendo que as empresas do sector da construção são responsáveis por 50% dos sinistros da empresa.

fonte:http://economico.sapo.pt/no

Pág. 2/2

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Politica de privacidade

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D