Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Créditos

Blog destinado a partilhar tudo o que se passa no mundo dos créditos. Os melhores créditos, a melhores taxas de juro, noticias e novidades sobre os créditos.

Blog destinado a partilhar tudo o que se passa no mundo dos créditos. Os melhores créditos, a melhores taxas de juro, noticias e novidades sobre os créditos.

Créditos

27
Jul11

Banca trava crédito ao sector privado

adm

O crédito concedido pelos bancos a residentes da zona euro registou uma queda de 0,5 pontos percentuais em Junho.

De acordo com dados do Banco Central Europeu (BCE) divulgados hoje, a taxa de crescimento anual do agregado monetário M3 em Junho foi de 2,1%, que compara com os 2,5% registados em Maio.

Isto significa que a multiplicação da moeda em circulação na zona euro pela sua velocidade voltou a cair significativamente, mas em linha com a taxa anual de 2% verificada durante o primeiro semestre.

Recorde-se que o agregado monetário M3 é um dos indicadores mais acompanhados pelo BCE nas suas decisões de política monetária por funcionar como um bom espelho da inflação no futuro.

Em relação às componentes do M3, o BCE revela que a taxa de crescimento anual dos empréstimos disponibilizados pela banca a residentes da zona euro fixou-se nos 2,6% no mês passado, quando em Maio tinha sido de 3,1%.

Repartindo este número, fica-se a saber que, em Junho, a taxa de crescimento do crédito aos governos do espaço da moeda única registaram uma contracção de 1,1 pontos percentuais face a Maio, ao atingirem uma taxa anual de 4,6% em Junho; e o crédito ao sector privado registou um crescimento anual de 2,2%, em comparação com uma taxa de 2,5% verificada em Maio.

O crédito concedido às famílias também registou uma contracção no mês passado, com a taxa de crescimento anual a figurar nos 3,2%, que compara com uma taxa de 3,4% observada em Maio.

Destaque para a ligeira contracção do crédito para a compra de casa, que passou de uma taxa anual de 4,4% em Maio para 4,3% em Junho.

No sentido oposto esteve o crédito concedido às empresas não financeiras. Segundo a autoridade monetária da zona euro, a taxa de crescimento anual dos empréstimos a estas companhias aumentou para 1,5%, depois de em Maio ter sido de 0,9%.
Na componente de depósitos, a tendência desenhada pelos agentes económicos foi igualmente de queda. De acordo com o BCE, a taxa de crescimento anual dos depósitos realizados pelas famílias caiu de 2,3% em Maio para 2,1% em Junho.

Estes números comparam com uma subida de 0,8 pontos percentuais dos depósitos realizados pelas empresas não-financeiras, que no mês passado contabilizaram uma taxa de crescimento anual de 4,5%.

fonte:http://economico.sapo.pt/

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Politica de privacidade

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D