Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Créditos

Blog destinado a partilhar tudo o que se passa no mundo dos créditos. Os melhores créditos, a melhores taxas de juro, noticias e novidades sobre os créditos.

Blog destinado a partilhar tudo o que se passa no mundo dos créditos. Os melhores créditos, a melhores taxas de juro, noticias e novidades sobre os créditos.

Créditos

28
Jan14

7 regras de ouro do crédito

adm
Obter luz verde do banco para um crédito com vista ao financiamento de um projecto é um momento de alta tensão para os empresários, que pode fazer a diferença na viabilidade de um negócio. Prepare-se antes de enfrentar o gestor de conta e conheça as tácticas para ser bem sucedido.

1. Prestar ao banco informação completa

A confiança está na base da assinatura de um contrato de crédito. Por isso, é fundamental que preste à instituição financeira informação o mais completa e fiável possível. Deve disponibilizar ao banco todos os dados que lhe forem solicitados, mesmo que considere que têm pouca relevância. A instituição financeira deve conhecer bem a empresa, de modo a apresentar-lhe as soluções mais adequadas. Além disso, deve sentir que não desconhece aspectos relevantes.

 

2. Negócio viável e com balanço sólido

A gestão da empresa é um factor determinante na análise à concessão de financiamento por parte das instituições financeiras. Para que a empresa apresente um risco mais reduzido perante o banco é importante que o seu negócio tenha um balanço sólido e uma situação económico-financeira equilibrada. Uma condição que vai permitir à gestão lidar com conjunturas económicas e financeiras mais adversas. O negócio da empresa deve ser viável, o que significa que, no futuro, a sua sobrevivência não deve ser colocada em causa num contexto adverso.

 

3. Actividade com margem de crescimento

A capacidade da empresa se distinguir no mercado onde está presente é crucial para que consiga a aprovação do financiamento pelo banco. "Podemos apontar que uma empresa tem risco mais reduzido se apresentar os seguintes factores: bons produtos e bons clientes; mercados e clientes diversificados; os seus produtos ou serviços têm vantagens competitivas face aos seus concorrentes; as unidades produtivas estiverem modernizadas e tecnologicamente actualizadas; os seus gestores tiverem elevado conhecimento do mercado e experiência na gestão do negócio", explicou fonte oficial do Santander ao Negócios.

 

4. Sector exportador é privilegiado

Com a economia portuguesa sujeita a um programa de ajustamento e a todas as dificuldades que o mesmo tem provocado, a exposição a outros mercados tem ajudado as empresas a crescer. A menor dependência do mercado doméstico tem sido vista como uma vantagem face às companhias que estão completamente dependentes do rumo da economia nacional. Ao contribuir para uma situação económico-financeira mais equilibrada, a actividade exportadora é bem vista na altura da avaliação do crédito. 

 

5. Conheça os apoios públicos disponíveis

Com as taxas de juro muito elevadas para as possibilidades de muitas empresas, deve olhar para o mercado de linhas de crédito bonificadas pelo Estado para perceber se o seu negócio se encaixa nas exigências de cada um desses instrumentos. Apesar de também não serem para todos, estas linhas apresentam "spreads" mais baixos, bem como períodos de amortização e de carência mais extensos do que a média do mercado bancário. Assegure-se que estas linhas não são para reciclar crédito, mas servem de facto para novos investimentos à economia.

 

6. Resolva dívidas ao Fisco e Segurança Social

Caso tenha dívidas para com a máquina do Estado, nomeadamente à Segurança Social e ao Fisco, deve resolver essa questão de forma imediata ou pelo menos começar por negociar com essas instituições um acordo de pagamento que se possa estender pelo tempo. Este é um requisito que tem de preencher para que possa aceder ao financiamento bancário. Por vezes, basta apresentar o acordo de pagamento fechado com o Estado.

 

7. Compare ofertas de vários bancos

Em determinados períodos ou contextos, a banca lança produtos de crédito com especificidades mais competitivas face à oferta habitual. Os bancos tendem a concorrer entre si com "spreads" e períodos de carência semelhantes, mas há características que os distinguem. Procure conhecer as ofertas disponíveis no mercado antes de se dirigir à instituição da sua escolha. E se as comparações obtidas para conseguir condições mais vantajosas.

 

fonte:http://www.jornaldenegocios.pt/e

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Politica de privacidade

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D