Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Créditos

Blog destinado a partilhar tudo o que se passa no mundo dos créditos. Os melhores créditos, a melhores taxas de juro, noticias e novidades sobre os créditos.

Blog destinado a partilhar tudo o que se passa no mundo dos créditos. Os melhores créditos, a melhores taxas de juro, noticias e novidades sobre os créditos.

Créditos

30
Jan11

Como ter acesso a crédito mais baixo

adm

Ter acesso aos ‘spreads’ mais baixos praticados pelos bancos não é uma tarefa fácil. Conheça as condições que tem de apresentar.

1. Rácio financiamento/garantia inferior a 60% ou mesmo a 50%. Quanto maior for a entrada que der para a casa, maiores são as probabilidades de obter um ‘spread' mais atractivo. Para obter o ‘spread' mínimo na Caixa Galicia (0,5%), no Banco Popular (0,6%) e no Barclays (1,3%) tem de apresentar um rácio LTV ('loan to value') igual ou inferior a 60%. Quer isto dizer que os consumidores têm de pedir empréstimo num montante equivalente a apenas a 60% do valor casa. No caso do BBVA, por exemplo, o rácio de financiamento tem de ser ainda mais baixo (50%) para poder gozar de um ‘spread' de 0,4%. Isto significa que o consumidor tem de ter em carteira dinheiro disponível para pagar metade da casa que quer comprar.

2. Subscrição de produtos: Muitas vezes os bancos propõem a subscrição de produtos para baixar o ‘spread'. Quanto maior for o envolvimento do cliente com a instituição, mais fácil será o acesso a um ‘spread' baixo. No entanto, para ter o ‘spread' mínimo os bancos exigem que o cliente subscreva ou adira a um conjunto alargado de produtos e serviços da instituição. Na Caixa Galicia, por exemplo, é necessário aderir a um cabaz de sete serviços/produtos (domiciliação de ordenado, seguro de vida, seguro multirriscos habitação, serviço de homebanking, domiciliação de pelo menos dois pagamentos regulares (água, luz, telefone, ...), cartão de débito e pelo menos um dos seguintes produtos: PPR ou seguro de protecção ao crédito. O BBVA e o Popular também pedem a adesão a um pacote similar de serviços e produtos.

3. Montantes de financiamento elevados: Um outro entrave para muitas famílias terem acesso aos ‘spreads mais baixos prende-se com o facto das instituições financeiras só os concederem quando estão em causa montantes de financiamento elevados. O que associado ao baixo rácio de financiamento/garantia exigido pelas instituições, significa que os imóveis em causa terão de possuir valores muito elevados. O Banco Popular, por exemplo, concede o ‘spread' mínimo de 0,6% para financiamentos superiores a 200 mil euros, mas o rácio LTV terá de ser inferior a 60%. Isto significa o valor do imóvel deverá ser superior a 333 mil euros.

fonte:http://mobile.economico.pt

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Politica de privacidade

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D