Quarta-feira, 28 de Dezembro de 2011
Como obter Microcrédito?

O microcrédito é um mecanismo de resposta às dificuldades que muitas pessoas sentem na obtenção de créditos bancários para a concretização de um qualquer negócio próprio. Este empréstimo serve em particular todos os que se encontrem em situações financeiras desfavoráveis ou com trabalhos precários.

 

Desde 1999, a Associação Nacional de Direito ao Crédito (ANDC) é a entidade nacional de direito privado que, através das suas iniciativas, possibilita aos cidadãos interessados iniciarem um novo ciclo na sua vida, concretizando projectos sustentáveis de emprego próprio.


Não tendo as pessoas nestas condições acesso ao mercado bancário, a ANDC assume-se como instituição de “intermediação” entre o cidadão e as instituições financeiras com as quais celebrou protocolos de cooperação.


Ainda que seja uma realidade com sucesso comprovado em Portugal, poucos são os que usufruem deste apoio. Neste sentido, o Portal da Empresa procura elucidar os seus utilizadores sobre a forma simples de aceder ao microcrédito através da ANDC.

Porém, para além do microcrédito, existem ainda outros programas de incentivo à criação de microempresas que também visam prevenir o desemprego de longa duração, criando a oportunidade dos cidadãos constituírem o seu próprio emprego, como é o caso do Programa de Apoio ao Empreendedorismo e à Criação do Próprio Emprego.

 

 

 

Inscrição

 

O arranque de todo este mecanismo consiste em fazer uma inscrição na ANDC.

 

A inscrição pode ser efectuada por e-mail (microcredito@microcredito.com.pt), por telefone (21 315 62 00 / 808 202 922) ou por correspondência (Praça José Fontana n.º 4, 4.º andar, 1050-129 Lisboa). Em qualquer caso, deve indicar os dados necessários ao preenchimento de uma ficha de contacto.

 

A pessoa que o atender deve prestar-lhe todos os esclarecimentos necessários nesta fase e informá-lo sobre a forma como o processo se desenrola. A partir deste momento, fica a saber se o seu projecto se enquadra dentro das modalidades de acesso ao microcrédito.

 

 

Quais as condições para poder pedir um microcrédito?

    Não ter acesso ao crédito bancário normal;Não possuir incidentes bancários activos;Estar desempregado, em riscos de o poder vir a estar ou sem ocupação estável;Ter uma boa ideia que justifica o desenvolvimento de um negócio com perspectivas de sucesso;Pretender criar o seu próprio emprego, para o que possui formação e competências adequadas;
  • Revelar uma forte vontade e capacidade de iniciativa para se envolver no negócio.

 

 

 

 

Declaração

 

Para aceder ao microcrédito, precisa de confirmar que não tem incidentes bancários por resolver.

Neste sentido, precisa de preencher e assinar uma declaração em que autoriza o banco da sua preferência - de entre aqueles que têm acordo com a ANDC - a fornecer à ANDC informações bancárias, colhidas na Central de Risco do Banco de Portugal, que comprovem a sua situação.

Atenção: No caso de ser casado, também o cônjuge deve assinar uma declaração idêntica.

 

 

 

 

Consulta ao Banco

 

Depois da declaração ter sido entregue, juntamente com as cópias autenticadas dos documentos (Bilhete dentidade ou Cartão de Cidadão / Carta de Identificação / Passaporte / Autorização de Residência, e Cartão de Contribuinte), é feita uma primeira consulta ao banco.

Após a resposta do banco, a ANDC entra em contacto consigo.

 

 

Entrevistas

 

Após consulta ao banco, e no caso de não existir qualquer obstáculo ao financiamento, o seu processo inicia uma nova etapa, que consiste em entrevistas com vista à preparação do projecto.

 

Um técnico da ANDC entra em contacto consigo e desloca-se ao local do negócio para o ajudar a construir o seu projecto e tentar perceber os seguintes aspectos:

  • Qual o negócio;
  • Que tipo de local;
  • Condições da pessoa para o desenvolver;
  • O investimento necessário;
  • Sustentabilidade do negócio.

 

 

 

Decisão sobre o Projecto

 

Entendendo-se o negócio como viável e que a pessoa está em condições de o desenvolver, o projecto é proposto para aprovação em Comissão de Crédito. Caso o seu seja aprovado, é enviado para o respectivo banco, para financiamento.

No caso de a proposta ser aceite (o que acontece em mais de 98% dos casos), o crédito é concedido. A partir deste momento pode tornar-se empresário.

Os empréstimos têm um montante  mínimo de € 1.000 e máximo de € 7.000, sendo que mediante análise pode ser disponibilizada uma segunda tranche com o valor máximo de € 3.000.

O empréstimo pode ser concedido por um prazo 48 ou 36 meses consoante a entidade bancária, à taxa de juro próxima de 5% (Euribor a três meses mais 2% ou 3%, conforme o banco escolhido), reembolsável em prestações mensais.

Uma vez aprovada a concessão do empréstimo, o agente de microcrédito continua a acompanhar o microempresário até ao momento final do reembolso ou até o projecto se encontrar consolidado, apoiando-o em tudo o que se revelar indispensável para que o negócio crie condições de sucesso.

 

Fonte: Portal da Empresa com Associação Nacional de Direito ao Crédito



publicado por adm às 16:33
link do post | comentar | favorito

.pesquisar
 
.posts recentes

. Como obter Microcrédito?

.arquivos

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Janeiro 2016

. Outubro 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

.links
.subscrever feeds
.tags

. 10 dicas

. 7 regras de ouro do crédito

. acesso a crédito mais baixo

. açores

. actualidade

. agricultores

. agricultura

. alunos

. amortizar créditos

. amortizar empréstimos

. atualidade

. bancos

. bcp

. caixa geral de depósitos

. carência

. cartão de crédito

. cartões

. cartões de crédito

. cgd

. cheques

. cofidis

. comissão

. comissões

. como obter microcrédito?

. credito

. crédito

. crédito a 90 anos

. crédito ao consumo

. crédito automóvel

. crédito bonificado

. crédito com incidentes bancários

. crédito especializado

. crédito habitação

. credito habitação

. credito mal parado

. crédito malparado

. crédito para comprar material escolar

. crédito para empresas

. crédito pessoal

. créditos para estudar

. créditos pessoais

. crise

. ctt

. curiosidades

. deco

. dicas

. diferimento de capital

. dinheiro

. empréstimo

. empréstimos

. espanha

. europa

. férias

. ferias

. fiadores

. financiamento automovel

. juntar os seus créditos

. juros

. leaseplan

. leasing

. linhas de financiamento ao dispor das em

. mediação do crédito

. mediador do crédito

. microcrédito

. noticias

. novas regras para renegociar créditos

. portugal

. prestação

. prestações do crédito à habitação

. renegociação dos créditos

. seguros

. sobreendividamento

. spreads

. taegs

. taxa de juros

. taxas euribor

. vida

. visa

. todas as tags